Este site utiliza cookies para otimizar a sua experiência de navegação.

ACEITO
image
frame
Doenças e Fobias / 14 mai 2020

Culpa e Responsabilização

Culpa e Responsabilização

Jesus diz: 

– A culpa é uma espécie de julgamento. Só que em vez de ser um julgamento direcionado para os outros, é um julgamento direcionado para si própria. Quando você se culpa, está considerando que poderia ter feito uma determinada coisa de outra forma. No caso está se julgando. Está considerando que poderia ter escolhido outra coisa. 

Mas eu te pergunto: 

– Se podia ter escolhido outra coisa, porque não escolheu

Porque a sua escolha reflete sempre a sua energia. E a energia de uma pessoa, a partir do momento em que está consolidada, não é flexível. É aquilo e pronto. Quando a energia é boa, é muito bom, porque é mais difícil de alterar, o que vai ajudar a pessoa a não ficar tão vulnerável à energia dos outros. Mas quando é uma energia baixa, é muito difícil, porque não vai ser fácil de alterar. 

Ora naquele momento que tomou a decisão da qual está se culpando, tinha aquela energia. Não tinha outra. Portanto, não podia ter tomado outra decisão. 

E você pode me dizer agora: 

– Ok. Então eu vou culpar-me por ter aquela energia naquele momento em que fiz aquilo errado. 

Também não dá. Também é julgamento. A sua energia é o somatório das escolhas que você fez. Por isso a energia que tinha naquele momento foi fruto das escolhas passadas. 

E você: – Então vou culpar-me das escolhas passadas. 

E Eu: – Nunca poderia alterar as escolhas passadas, pois foram fruto da energia que tinha no momento em que as fez 

percebeu, não é, cabrita? Tudo o que aconteceu, aconteceu porque tinha que acontecer porque a energia que tinha era aquela e não outra. 

Por isso é que lhe digo: A culpa não existe. É impossível julgar o passado. Quando se culpa, considera que poderia ter escolhido fazer outra coisa, isto é, está negando a energia. Porque se tivesse energia para fazer outra coisa naquele momento, teria feito. 

E mais, a culpa é extremamente venenosa, porque ela corrói.

Porque a pessoa fica de tal maneira obcecada com aquela culpa, que ela própria não avança, não vai para lugar nenhum. A culpa é estéril. Ela inicia e termina em si própria. 

E qual é a solução? Como fazer para aceitar o erro e aprender com ele? 

A responsabilidade. . Se Responsabilizar pela sua energia. Pelas suas escolhas. 

Funciona da seguinte forma: Olhe para trás e não se julgue nem se culpe. Considere que não podia ter feito de outra forma, isto é, respeite a energia. 

Depois, comprometa-se a mudar: 

– Eu sei que naquele momento a minha energia não me permitiu escolher outra coisa, mas eu quero melhorar. Comprometo-me a partir de hoje a subir a minha vibração para, na próxima vez que tiver que escolher, poder fazer a minha escolha de uma forma mais consciente e elevada, de modo a nunca mais cometer o mesmo erro. 

Isso é se responsabilizar.

Quer dizer o seguinte: a pessoa que se culpa, como não se responsabiliza, está só culpando-se. E como só se culpa, não sobe a sua vibração – até porque a própria culpa, sendo um veneno energético, baixa a sua energia. Essa pessoa provavelmente vai cometer o mesmo erro outras vezes, e vai continuar a culpar-se. E este padrão vai transformar-se num ciclo vicioso. 

A pessoa que se responsabiliza provavelmente vai aprender e não mais cometer esse erro. E como a responsabilidade pela própria energia é tremendamente evolutiva, só essa vibração já Te eleva, criando um ciclo positivo de elevação energética e de evolução. Criando um ciclo positivo de Luz. 


Clique para saber o seu karma e ganhar uma meditação para o começar a limpar. Mais de 150.000 pessoas já começaram!

Quero Saber o meu Karma
Alexandra Solnado
Alexandra Solnado

Alex Solnado é a autora portuguesa na área da espiritualidade com maior projeção mundial. Como nunca foi religiosa, o seu desenvolvimento espiritual acabou por passar por outras vias. Estudou Astrologia Kármica, Ciência Esotérica e Meditação. Em Março de 2002 numa Meditação, Jesus apareceu. Disse que tinha muita coisa para dizer, se ela estava disposta a escrever. A partir daí começam as mensagens… até hoje.

Assinatura
Youtube