Este site utiliza cookies para otimizar a sua experiência de navegação.

ACEITO
image
frame
Espiritualidade / 06 fev 2020

Dá a Outra Face

Quando alguém te agredir, quando alguém te magoar, de a outra face. 

Uma das coisas mais completas, ao nível evolutivo, que se pode fazer na Terra é manter a energia. Isto é: manter a frequência vibratória de quem eu sou, do que venho fazer aqui, do que eu tenho que limpar, do que eu tenho que curar em mim, na minha Alma. A energia da minha Alma manifestada na matéria. 

Todas estas coisas são coisas que eu venho fazer. Quando alguém me chateia, quando alguém me agride, e vou lá “dar o troco”, como se costuma dizer, eu estou  desistindo de todo este trabalho energético que tenho feito. E porquê? Porque eu desço à energia da pessoa. E a partir do momento em que eu desço à energia da pessoa, a minha energia fica igual à dela. E se eu não gostei da energia dessa pessoa que me agrediu, agora estou igual a ela. Eu deixo de conseguir manter a minha energia. Quanto mais tempo eu consigo manter a minha energia, mais forte, mais consolidada ela fica, e, consequentemente, é mais difícil sair dela. 

Por isso, geralmente, as pessoas que “são esquentadas” são pessoas que não têm uma energia própria trabalhada. Essas pessoas deviam dedicar-se mais a manter a sua própria energia. 

E como é que se mantém a nossa energia? 

Uma das respostas mais importantes a essa pergunta é: fazendo coisas de que se gosta, que tem a ver conosco. Ter um hobby prazeroso, ter um universo interior rico, povoado de interesses diversos, tais como, arte, criatividade, natureza, é um bom princípio para se conseguir manter a nossa vibração energética alta. Manter uma mente aberta e nunca, jamais, julgar. Nem os outros, nem a nós próprios. Considerar que cada um de nós foi feito de forma diferente 

e que a diversidade é o grande dom da humanidade. E, por fim, trabalhar no que se gosta. Isso é fundamental. Quando uma pessoa não gosta de um emprego, é porque esse emprego não tem a sua enegia. Essa pessoa provavelmente utiliza 8, 10 ou até 12 horas do seu dia útil trabalhando,  fazendo uma coisa que não gosta, vibrando por uma energia que não é a sua. Depois é normal que na sua vida pessoal não consiga ir buscar a sua energia original. 

Primeiro, porque não pode. Já passou tanto tempo longe da sua vibração que já não a sabe evocá-la. Segundo, porque não quer. Corre o risco de se apaixonar pela sua própria vibração, e depois vai ser muito mais difícil voltar no dia seguinte a trabalhar, tendo que se afastar da sua energia mais uma vez. Assim, as pessoas que trabalham em locais que não gostam tem a tendência de “encaixar” permanentemente uma energia estranha, nunca voltando “para casa” energeticamente. Em determinado momento já nem sabem do que gostam, já nem sabem o que as faz feliz. Esse nunca voltar “para casa” faz com que as pessoas fiquem deprimidas, ansiosas, tristes e sem energia sem saber porquê. 

Na realidade é porque a sua energia original não está sendo ativada, não está sendo mantida. E essa manutenção da nossa energia original tem a ver com todas as nossas escolhas na vida. Diariamente, a cada hora, a cada minuto. Sempre escolhendo. 

Uma das lições incríveis que aprendi com Jesus foi: 

– Cabrita, a cada escolha que fizer na vida, da menor à maior, pense assim: Qual a escolha que a Alexandra mais alta que eu consigo conceber, aquela que eu acredito que posso vir a ser, faria? E se a cada escolha conseguir seguir pelo caminho mais alto, em pouco tempo estará lá. 


Clique para saber o seu karma e ganhar uma meditação para o começar a limpar. Mais de 150.000 pessoas já começaram!

Quero Saber o meu Karma
Alexandra Solnado
Alexandra Solnado

Alex Solnado é a autora portuguesa na área da espiritualidade com maior projeção mundial. Como nunca foi religiosa, o seu desenvolvimento espiritual acabou por passar por outras vias. Estudou Astrologia Kármica, Ciência Esotérica e Meditação. Em Março de 2002 numa Meditação, Jesus apareceu. Disse que tinha muita coisa para dizer, se ela estava disposta a escrever. A partir daí começam as mensagens… até hoje.

Assinatura
Youtube